[Tutorial]Criando um servidor dedicado p/ CS Source [2ª opção][Pedido]

Publicado: julho 8, 2008 em tutoriais

existem duas formas para rodar um servidor dedicado;

um a partir do steam, através de sua conta.

Outra usando uma pasta externa, que na minha opinião é a melhor, visto que não se utiliza os mesmo recursos, como era no servidor dedicado da versão 1.6 (sem steam), nele era possível usar os mesmos mapas, plugins, configurações na mesma pasta que se jogava. Enfim, essa é uma versão oficial “standalone” da steam pra rodar servidores dedicados. Não precisa nem de conta pra rodar o servidor.

  1. Requerimentos de sistema
  2. Baixando arquivos e instalando
  3. Criando o arquivo server.cfg
  4. Criando atalhos no Desktop
  5. O “Gran Finale”

 

1. Requerimentos de sistema
Primeiro requerimento básico e primordial é uma boa conexão, claro. Não adianta se é 1mb, 2mb até 8mb… essas velocidades comumente divulgadas pelos provedores de banda larga  são as velocidades de download. O que 1mb já resolve. Mas o importante é a velocidade de upload, pouco divulgada pelas empresas. Em todos sites dos provedores que entrei, a partir de 2mb já disponibilizava o máximo de upload, que era 600kb (kilobits), o que dá para aproximadamente 12 a 14 slots.

Depois de uma boa conexão, vem um bom hardware. O ideal para, no mínimo, 8 slots é 1GB de RAM. Pra rodar 12 a 14 slots, o ideal é, no mínimo, 1,5GB de RAM.

O processador é também uma peça chave para um bom desempenho do servidor dedicado. Um mínimo de 1,6Ghz para 8 slots, variando para 2,0Ghz para 14 slots, para os novos processadores duo core, core 2 duo e outros de multiplos núcleos são melhores e suportam até 32 slots

2. Baixando arquivos e instalando
Primeiro passo é baixar o steam que baixa os arquivos e mantém o server atualizado, com os updates da valve. Para isso acesse este link e execute o instalador. Ele vai solocitar uma pasta, no nosso caso vamos utilizar C:\srcds\ .

Após instalar, será necessário executar o “atualizador” pra ele baixar todos arquivos necessários para execução. Seria necessário executar a seguinte linha de comando, ou criar um atalho na mesma pasta (c:\srcds\) com a seguinte composição:
c:\srcds\hldsupdatetool.exe -command update -game "Counter-Strike Source" -dir .\css

Na primeira vez que executar, ele fará o download de todos arquivos necessários para a pasta css, dentro da pasta c:\srcds. Mas pode preparar uma noitada pra deixar baixando, porque no total deve dar mais ou menos 1,25 GB de arquivos. E a velocidade não fica sempre nas melhores. Daí, toda vez que executar esse atalho (ou comando) ele atualizará o servidor, baixando apenas atualizações (que são poucas, quando tem).

3. Criando o ’server.cfg’
Não sei se aconteceu só comigo mas, mesmo depois de tudo pronto e ainda ter executado, o servidor não criou o arquivo com as configurações, apenas utilizou os valores padrão. Então aqui vai um link com um “gerador de server.cfg”. Lembrando que o arquivo gerado deverá ficar na pasta: cstrike\cfg, dentro da pasta de criação do servidor, ou seja, no nosso caso o caminho completo do arquivo seria: c:\srcds\css\cstrike\cfg\server.cfg.

4. Criando Atalhos na Área de Trabalho
Simples. Clica com o botão direito no Desktop » Novo » Atalho. No campo “linha de comando”, preencher com:
C:\srcds\css\srcds.exe -autoupdate -game cstrike -tickrate 66 +mp_dynamicpricing 0
Explicando rápido: -autoupdate: atualizar o server automaticamente, sempre que houver nova; -game cstrike: pasta do conteúdo do jogo, cstrike; -tickrate 66: tickrate é uma hitorinha um pouco mais complicada, mas basicamente variam entre 33, 66 e 100. Quanto maior, maior a taxa de atualização entre servidor cliente; maior também os recursos consumidos do computador. 66 é um ótimo valor; e por fim, +mp_dynamicpricing 0, isso é pra tirar o preço dinâmico da Valve, que faz uma Eagle valer mais de 1300$.

E agora???
Bom, agora é a parte mais fácil, né? Só iniciar. Clica 2x no atalho. A interface é bem simples e não tem segredo nenhum. Olha:

janela principal srcds

Detalhando:

  • Game: nome do jogo (counter-strike source)
  • Server name: nome do server pra aparecer na lista do steam
  • Map: mapa que vai começar
  • Network: Rede… internet e lan, ou só lan
  • Max players: Quantidade máxima de jogadores. Slots. (depois de iniciar o server, só consegue alterar se reiniciá-lo).
  • UDP Port: Porta na qual o server vai funcionar. Importante para pessoas que usam roteador, que é necessário usar o redirecionamento de portas (port fowarding) até o seu ip. Mais informações: portforward.com (selecione de acordo com seu router).
    Normalmente tenho utilizado diferente da padrão (27016), porque algumas operadoras de banda larga tem praticado Traffic Shaping em portas principais de grande utlização/tráfego.
  • RCON Password: Senha utilizada pra “controle remoto” do server, via console.
  • Secure (Valve Anti-Cheat): Nem precisa falar muito. Olha aqui e aqui.

5. O Gran Finale
Acho que esse é o passo mais importante. Por que eu já tinha testado o servidor, criando pelo Steam várias vezes, mas toda vez que eu entrava no meu jogo criado, dava lag comigo mesmo. Eu não conseguia compreender. Até que um amigo meu, admin de um clã me ajudou com um detalhe simples, mas que eu não tinha visto em NENHUM tutorial. Vamos lá, é simples.

  • Depois de o server estar executando.
  • Abre o Gerenciador de Tarefas do Windows (Ctrl+Alt+Del… ou Ctrl+Alt+Del » Gerenciador de Tarefas… ou Menu iniciar » Executar… » taskmgr » [enter])
  • Vai na Guia (aba) ‘Processos
  • Procure pelo processo do servidor (srcds.exe)
  • Clica com o botão direito do mouse » Definir Prioridade » Tempo Real (ou, no mínimo, Alta)

Pronto!.. Server já deve tá funcionando beleza!

Lembrando que pra máquina local (que tá rodando o server) o ip usa o local para adicionar nos Favoritos (por exemplo), no MEU CASO, uso o 192.155.1.1 (meu ip da rede interna). Mas pra você passar pros seus amigos tem que ser seu ip na internet. O jeito é olhar seu ip no whatismyip.com caso não saiba.

Links & Referências:
http://www.cstrike-planet.com/tutorial/1
http://www.srcds.com/db/engine.php?subaction=showfull&id=1097362093
http://www.cstrike-planet.com/cfgmaker?cfg=srcds

comentários
  1. dre disse:

    eu criei o server direitinho e quando vou pra entrar, aparece steam validation rejected.
    ajudem-me por favor!!!!

    • kdão disse:

      Dre,
      seu cs é original?
      se não for esqueçe que vc não irá conseguir,
      se for original faça uma validadção do cache do jogo clicando como o botão direito do mouse sobre o ícone do seu cs source, vá em propriedade e valide o cache, ok?

  2. dre disse:

    ok!!!!!
    mas a servers non steam
    como e que se cria um?
    issso e que eu cria saber…

    • kdão disse:

      saudações DRE,
      em posts anteriores já foi respondido que assuntos da versão pirata non steam não seria respondidas ou passada qualquer tipo de orientação, não sou a favor da pirataria e nem a favor de se pagar um preço absusrdo por um jogo , mas os jogos da valve tem um preço muito baixo que compensam o investimento e a dor de cabeça com versões non steam, cabe a você decidir se vale ou não trocar um lanche de R$ 18,00 que vc come em um final de semana por um jogo que dura pela vida toda!!!! é este o valor do investimento, ok?

  3. Matzz disse:

    Boas eu segui estes passos mas nao consegui criar o sv alguem ke me ajude.Cumps

  4. danilo disse:

    Mano fis tdo oq voooc mando mais naum achei Propriedades no css oq faso???

  5. vnz disse:

    ta, consigui fazer o servidor e entrar nele, agora, como instalar o mani admin plugin e os outros plugins de servidores nele? pq do jeito convencional não ta indo….

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s